21 novembro, 2010

Ah, eu tb não entendo...

Nem sei o que dizer... passaram semanas e ainda não sei bem o que dizer sobre isso e como pensei no assunto!!!

Vamos lá... a gente acha graça nas coisas mais sem graças e beleza que os homens não vêem...

Todo bebê quando nasce parece mesmo com o Vin Diesel mas ainda sim é bunitinho, é gracioso!

O cachorro mais feio do mundo, mais sujo e mal tratado é tão feio e solitário que é bunitinho! Ele foi rejeitado mas merece um lugar ao sol...

Homens feios mas charmosos, educados, inteligentes são bunitinhos e arrancam mais suspiros de uma garota que um Guapo...

Péssimos programas com boa cia são boas recordações pq a beleza está na amizade...

Ok, confesso!!! Somos LOUCAS mesmo!

Somos loucas, estranhas, viradas e vivemos de TPM mas ainda somos belas... e vcs ainda gostam da gente assim, apesar de sermos loucas, de ver beleza em tudo e do fato que vcs nunca entendem a gente...

Conclusão lógica: Homens tb são LOUCOS!

Bjusssssssssssss

Não posso continuar vivendo sabendo que em algum lugar tem uma garota feita pra mim e que eu nunca vou conhecê-la

 
 Deixa,  que Lino vai por você!  


 Eu não aguento!

11 novembro, 2010

O conceito ininteligível

Acho que vou ser muito zoado por esse post, mas vamos lá: mulheres queridas do meu coração, todas as mulheres... O que RAIOS significa o conceito de "bonitinho" pra vocês? - Entenda-se aqui, e daqui por diante neste post, que quando me refiro ao"conceito de bonitinho" estou falando sobre aquelas situações onde a mulher perto de você olha para alguma coisa esdrúxula, esquisita, feia ou até mesmo nojenta, ou então simplesmente "não-bonita" e dá a ela adjetivos similares a "bonitinho", "fofinho", "guti-guti", "meiguinho", etc, etc.

Porque a pergunta? Simples! Algumas situações: 1- quando passa pela rua aquele cachorro feio que dói, cheio de sarna e berne, e faz um olhar pidão; 2- aquele rinoceronte de pelúcia roxo com cara de bunda da loja de R$ 1,99; 3- um filhote de gnu recém-parido; 4- qualquer coisa "não-bela" em miniatura; 5- uma atitude cafajeste ("Ele veio pedir desculpas! Ai, que bunitinho!"); 6- uma atitude romântica de um casal alheio ("Eles se beijaram! Que bonitinho!"); 7- um bebê arrotando; 8- pequenas flores pintadas na unha da amiga em lilás; 9- um filhote de poodle zonzo de sono, caindo no chão e levando susto; 10- qualquer chiuauha ou pinthcer; 11- uma joaninha amarela; 12- uma caveira com um coração desenhado; 13- um bicho qualquer comendo "que nem gente" (segurando a comida com as patas dianteiras); 14- uma criança imitando um adulto com a roupa ou os trejeitos; 15- uma criança contando algo sério, como "quelo ser bombeilo"; 16- uma criança errando o jeito de falar uma palavra; 17 - uma mini-caneta; e etc etc...

Vale ressaltar aqui que o conceito de bonitinho VARIA DEMAIS DE MULHER PARA MULHER - outro mistério. uma amiga bióloga achava larvas bonitinhas; outra, gótica, achava o Eddie (mascote do Iron Maiden) bonitinho; outra tinha fissura por sapos - de pelúcia e de verdade; e por aí vai. Tenho pra mim que muitos desses casos mais esdrúxulos são tentativas de algumas mulheres de dizer: "Viu? Não somos infantis e fresquinhas!" - mas não dá certo, porque TODA MULHER ACHA ALGUMA COISA "BONITINHA" - as que querem ser diferentes simplesmente escolhem coisas incomuns.

Para os homens isso é um mistério, especialmente em termos práticos. Qual a virtude que torna um cão sarnento bonitinho? Que fator faz com que um gnu não seja feio? O que no mundo pode fazer o tombo de um poodle ser "guti-guti"? Porque a compulsão por morder bebês?
Agora, a situação mais célebre é a dos bebês, e ela foi bem definida verbalmente pelo meu sábio pai: "A pessoa chega, olha o bebê na maternidade e diz: 'Que lindo!' LINDO? Aquele negócio careca, banguela, amarrotado e com cara de joelho?" Fora que toda criança, normalmente, é tida como bonitinha, faça o que fizer: se arrota, peida, se suja na lama, faz birra, é sempre a mesma reação: "Que bonitinha!". AFINAL, PORQUE CRIANÇAS, FILHOTES, RÉPLICAS EM MINIATURA E COISAS ASSIM SÃO SEMPRE BONITINHAS?

Não é que nós, homens, não tenhamos nenhuma ternura; confesso que eu mesmo já fui obrigado a me ver dizendo que meu sobrinho era bonitinho - um moleque te abraçando e segurando sua mão com aquela mãozinha, confiando em você... É tocante! Mas era o MEU sobrinho. O filho da moça que passa na rua não é bonitinho, mesmo tendo aqueles olhos azuis. O "damo-de-honra" do casamento da colega de faculdade não é bonitinho porque está de terno. Um morcego não é bonitinho porque está desenhado em miniatura - "oooh, tão pequititchuco!".

Senhoras e senhores, é simples: pra um homem, uma coisa bonitinha é algo com beleza estética, mas não em demasia - fusão da palavra bonito, que representa a beleza estética, com a terminação "inho", que representa pequeno ou pouco. Se eu digo que um trem de brinquedo é bonitinho é porque ele não é lindo nem grande. agora, um filhote de iguana NÃO é bonito, então não pode ser bonitinho também! Um cachorro judiado NÃO é bonito, então não pode ser bonitinho. Um tombo ou arroto de uma criança ou um filhote não é bonito nem agradável, então NÃO pode ser bonitinho.

E as variações linguísticas do "conceito de bonitinho" (guti-guti, fofuxo, tchutchuquinho, ai meu deuzu, etc, etc) são completamente desconhecidas - e algumas vezes vexatórias - para nós.
Bem, aí fica o protesto-desabafo e a pergunta nele implícita: PORQUE RAIOS VOCÊS, MULHERES, ACHAM COISAS FEIAS "BONITINHAS"?

05 novembro, 2010

13 - A pergunta que não quer calar

Estava eu analisando todas as respostas ao meu post anterior: O que te chama atenção em alguém, quando fui interrompida pelo post de Beta: Amor e/ou amizade, e pelo de Matheus: Coisas que atraem e boas surpresas . Todo mundo falando desse negócio de se apaixonar por um(a) amigo(a), e não consegui mais pensar no outro assunto.

Gente, muita coisa legal que vocês levantaram aqui. Esse negócio de se apaixonar por amigo é algo complicado demais! Uma zona muuito perigosa! É confuso, atordoante, amedrontador! (rs). Mas, simultaneamente, é algo muito atrativo. E quem já assistiu ao filme “Valentine’s Day” (Idas e vindas do amor) vai se lembrar da frase: “Case-se com seu melhor amigo”.

E ai?

E ai que esse esquema amor-amigo me traz certas questões. Vamos lá!

A lista feminina x fazer amizade com segundas intenções.
Gente, temos mesmo essa lista? É sério, eu não sei e estou pensando se tenho. É que esse processo de se tornar amigo pra mim não tem uma regra. Uma das coisas que mais gosto é conhecer pessoas e ver no que vai dar. Aquelas boas surpresas da vida: a gente gosta de alguém de cara e vira amigo. Ou amigo à segunda, terceira, sei lá a quantas vistas. Ou aquela pessoa que você não vai com a cara de primeira, e depois ... amizade eterna. Sei lá onde vai dar conhecer alguém! Pode ser só uma informação. Pode ser casamento. Só Deus sabe.
Mas, se é regra, e todas as meninas têm essa tal lista, eu concordo com a Midiane no seu comentário ao texto da Beta: Penso que por isso, temos duas listas. Assim, fica mais fácil nos resguardar de decepções.” 

Pelo que li aqui no blog, Matheus e Gabriel foram enfáticos na questão de que nós, as damas, temos um "abismo mental" (poxa, Math, judia não!) “que separa amigos de possíveis amores, mas” os HOMENS NÃO TÊM ISSO.
Sendo assim, garotos, esclareçam-nos, pleeeeeeeeeease! - como fazer para passar de amiga para namorada? rs. To rindo mas é sério, rs. Eu sei que quando a Beta ler isso aqui ela vai concordar comigo, porque a gente sempre fica remoendo: qual é o mistério que existe nesse processo amiga -> namorada? Porque parece a coisa mais difícil essa setinha acontecer. Essa setinha parece que quebra, sei lá. Ou vira reticências acompanhadas de uma adição e um ponto final. É amiga ... e só.

Então, garotos queridos, qual é o segredo?

Essa é a minha pergunta que nunca se cala, rs.

Amigas-garotas, vocês também podem continuar dizendo, e aumentando esse assunto. Quem mandou dona Beta começar?!


03 novembro, 2010

12 - Amor ou/e Amizade?


Sério, homens não são NADA seletivos nesse sentido? Chokei! Sério. Não tem amigas, só amigas não? É uma possibilidade que sempre pode virar alguma coisa? Nossa, mesmo convivendo um bom tempo com o universo masculino (entre químicos, engenheiros.... que em geral é o coletivo de homens), não percebi isso em brasileiros. Em estrangeiros sim, mas em brasileiros até então não era tão generalizado.
No geral as mulheres classificam como amigo/amigo e amigo/possível namorado. Confesso que essa idéia é estranha pra mim, apesar de fazer com que tudo fique mais fácil nesse jogo de sedução. A gente tem uma "lista" e para que o cara mude de lista precisa de um rebuliço. Tem todo um longo processo de reavaliação, pra pensar na possibilidade e daí ver se dá. Se vale a pena arriscar a amizade, essas coisas. Às vezes, nem isso resolve. Não conseguimos enxergar o amigo além da amizade. Cabeça de mulher é complicada msm! Assumo!
Agora, conta aí, como isso funciona pra vcs?
Gde Bjuuuu

02 novembro, 2010

Coisas que atraem e boas surpresas

Amigos e amigas, cúmplices (co-autores) deste blog, damas e cavalheiros em geral: quero contar aqui uma experiência nova pela qual estou passando atualmente; para isto, vou aproveitar o gancho do assunto de interesses e do que faz a gente se apaixonar.

1ª parte:

Como disse nos comentários aos posts sobre o assunto, tem muitas coisas que me chamam a atenção de primeira numa mulher. Se eu já não falei, falo agora: uma das primeiras coisas que noto é o cabelo - tem os tipos preferidos, mas o que importa mesmo é ter um ccabelo bem cuidado. Até porque meu apurado tato aprecia a textura dos cabelos macios e sedosos. Outra coisa que sempre vejo são as sombrancelhas: bem desenhadas, ressaltando os olhos, são muito atraentes. Em termos de corpo, me chama atenção a proporcionalidade, as linhas bem-desenhadas e equivalentes - não preciso descrever em detalhes, né? Ah! E trejeitos, manias e covinhas no rosto. São absolutamente encantadoras! XD

Tudo isso eu não tinha dito (acho) sobre a parte física. São coisas que me atraem. Mas vale salientar que pra mim o físico, a aparência, a adequação a padrões gerais de beleza, tudo isso vem em 2° ou 3° plano. E em 1°? Bom, pra mim, o essencial é ter uma boa cabeça e uma compatibilidade de ideais. A afinidade com um ideal já é algo que me desperta muito interesse.

Mas tem uma característica do jeito de ser que chama muito minha atenção e da qual já falei: a personalidade. Ela pode se revelar de muitos jeitos e de muitas maneiras, desde uma sombrancelha levantada até um jeito de usar a voz, de uma colocação a um simples olhar direto. O importante é ter e exercer uma personalidade afiada, forte - em algum ponto. Não existe um ser humano 100% seguro, e se existisse seria orgulhoso demais pra se conviver. xD

E tem uma coisa que pode ser relacionada à personalidade que sempre foi um fator que desperta minha atenção e, em boa parte dos casos, uma paixão: saber que a moça está a fim de mim. Eu sou meio prático em assuntos românticos, pra mim não compensa investir demais em quem fica fazendo doce. Sou impaciente também. E isso ajuda a explicar. Mas tem algo além: a sensação de ser amado. Isso é muito bom, e bom demais pra ser desprezado! Se alguém me oferece isso, não vejo como pelo menos não pensar na hipótese de corresponder - desde que eu não esteja compromissado com uma outra pessoa, claro! XD Eu sou monogâmico convicto.

2ª parte:

Aqui entra a boa surpresa. Estou vivendo uma experiência nova que está sendo muito boa, e tudo começou despretensiosamente.

Começo já falando da minha raiva e avisando as mulheres: damas, eu sei que vocês tem esse abismo mental que separa amigos de possíveis amores, mas NÓS HOMENS NÃO TEMOS ISSO. E pra falar bem a verdade, quando estou solteiro eu procuro fazer amizade é com moças por quem vejo que pode surgir algum interesse, porque pra mim esse é o começo de tudo: uma amizade sincera, a cumplicidade, o interesse pela vida do outro.

Pois bem, assim começou. Uma amizade. Nos conhecemos faz tempo, sempre conversamos um pouco, mas de julho pra cá eu passei alguns momentos críticos... E as conversas foram ficando cada vez melhores e me ajudaram muito.

De três a quatro semanas atrás pra cá isto se intensificou num nível impressionante. E eu fui descobrindo na minha amiga uma pessoa que eu ainda não conhecia... Uma mulher companheira, inteligente... E de repente percebi o amor dela. E o amor dela era simples, puro e intenso ao mesmo tempo.

De repente, eu percebi que sorria quando ela falava coisas que me tocavam fundo. E depois percebi que esse sorriso era completamente diferente do meu sorriso comum: não era algo de fora pra dentro, pra mostrar ou fingir uma condição alegre, não! Esse nascia de dentro e acabava surgindo na minha boca, mesmo que eu não quisesse mostrar.

E eu gostei desse sorriso. E eu gostei desse amor. E ela não precisou se declarar pra eu perceber tudo, porque a essa altura o amor já existia também em mim, por ela. E aí eu é que me declarei! E, sem surpresa mas com felicidade genuína, tive a confirmação de que era correspondido.

E enfim, assim aconteceu. Hoje (dia 01/11) faz 1 semana e 1 dia que estamos namorando. Confesso que o amor que tenho por ela é a cosa mais estranha, e ao mesmo tempo mais gostosa e prazerosa, realizante, que já senti. E esse amor é aquele que dá a certeza e a segurança necessárias pra gente mergulhar de cabeça mesmo tendo alguns quilômetros e muitos desafios pela frente. É um amor sem motivo ou argumento, que simplesmente existe, e por isso resiste a qualquer argumento ou motivo. Um amor que brotou, nasceu, criou raízes, e que eu espero que fique aqui pra sempre, crescendo e se tornando uma árvore que dê bons frutos.

E esse é meu testemunho! XD Um interesse começou assim pra mim, e pode começar assim pra você, cavalheiro, ou pra você que é dama - especialmente se você subir o muro que separa os amores dos amigos e der uma espiada nos bons amigos por outro ângulo... Mas esse é um assunto pra outros tópicos.

Ah! E a quem interesse saber, o nome dela é Talita. E eu a amo. *_*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...